O que significa drone?

Sumário

Os drones têm grande potencial em áreas muito diversas, uma vez que podem se mover rapidamente em terreno irregular ou acidentado e superar qualquer tipo de obstáculo, além de oferecer imagens ou capturando outros tipos de dados da visão panorâmica. Mas o que significa a palavra drone?

Em suma, é um veículo aéreo remotamente pilotado.

Para ajudar você a entender mais sobre drone, nós preparamos o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessado em saber mais? Então acompanhe junto com a gente!

Drone sombreado com o o sol ao fundo e céu alaranjado

Significado de drone?

A palavra drone vem de bee, em inglês, que literalmente significa abelha, em referência ao zumbido emitido por esses dispositivos ao voar, que ouvida à distância evocaria o do inseto acima mencionado. Sua definição, no entanto, não é de forma alguma tão clara.

Para o público em geral, um drone é um dispositivo voador equipado com quatro hélices, o que difere nesse aspecto dos antigos dispositivos de controle de rádio que tinham a forma de um avião ou helicóptero.

Em uma melhor definição, um drone é um veículo aéreo não tripulado (VANT) que difere dos dispositivos de controle de rádio na medida em que, se estes últimos tiverem uso recreativo, os drones têm uso profissional.

Onde os drones surgiram?

O primeiro drone conhecido remonta a 1922 e foi construído por George de Bothezat, embora ele não tenha conseguido levantá-lo a mais de cinco metros do solo.

Depois disso, durante a Segunda Guerra Mundial, a Marinha dos EUA começou a produzir drones para identificar alvos e drones para ataque de combate.

Em 1966, o meio de comunicação “Helicopter News” publicou que a empresa Kaman conseguiu transformar vários helicópteros em modelos não tripulados.

Certamente, foi o 11 de setembro e a campanha contra o terrorismo internacional que desencadeou o uso de drones para eliminar alvos terroristas de longo alcance e isso, é claro, também acabou elevando o termo drone como algo comum no vocabulário.

Se você quiser saber mais sobre o criador dos drones que temos acesso atualmente, recomendamos o artigo quem inventou o drone.

Uma aeronave não tripulada é compostas por vários componentes:

Componentes mecânicos

·      Estrutura. Parte onde os outros componentes são montados e suportados. Além disso sua principal função é minimizar as vibrações produzidas pelos motores ao girar as hélices.

·      Hélices. O número de hélices dependerá do número de motores que o drone possui. Sua função é acionar os motores e estabilizar o dispositivo no ar.

·      Motores. Eles estão conectados às hélices e estão localizados logo abaixo delas, do lado de fora da estrutura.

Componentes elétricos

·      Controle eletrônico de velocidade. Monitora a velocidade além da direção do drone.

·      Bateria. Alimenta todos os componentes elétricos.

·      Controle remoto. É o dispositivo que controla o drone, ou seja, que nos permitirá lidar com ele de onde quer que estejamos.

·      Placa controladora. Sua função é alcançar estabilidade em voo transmitindo informações para o Controle eletrônico de velocidade.

Drone militar no formato de um avião com o céu azul

Quais os melhores drones atualmente?

Sem a menor dúvida, a DJI domina o mercado de VANT. Se você quer saber mais sobre a marca, não deixe de ler o artigo o que é DJI.

DJI Mini 2

Como o resto dos Mavics, os braços do Mini 2 são dobráveis, o que permite reduzir o tamanho do drone para que ele seja praticamente tão longo e largo quanto um smartphone. Ele se dobra pequeno o suficiente para caber no bolso do seu casaco. É minúsculo.

A vida útil da bateria é ótima para o seu tamanho, ele grava vídeo com uma resolução de até 4k que é super estável graças aos três eixos e até tem alguns dos modos QuickShot avançados dos maiores drones.

DJI Mavic Air 2S

Se você está procurando um drone muito pequeno com toda a potência e recursos dos modelos maiores, não procure mais. O Mavic Air 2S é esse drone.

É pequeno, cabe no bolso lateral de uma mochila, mas ainda tem grande poder.

Ele tem detecção de obstáculos em três direções e pode usar muitos dos modos de voo Quick Shot que outros drones têm. Além disso, a câmera é montada em um pequeno estabilizador de 3 eixos. Também é surpreendentemente capaz de resistir ao vento.

DJI Mavic 3

O DJI Mavic 3 pega tudo de bom no Mavic 2 Pro e o torna maior e melhor.

Com uma incrível autonomia de voo de até 46 minutos, você raramente se preocupará com a duração da bateria. A autonomia também melhorou graças ao sistema de transmissão O3+ atualizado que permite que você voe a até 15 km de distância.

A imagem, é claro, sofreu melhorias drásticas e agora permite que você grave até 5,1 mil e 50 fps, além de adicionar opções de alta taxa de quadros, como 4K 120 fps.

O Mavic 3 faz tudo isso mantendo um formato compacto e alcançando um peso um pouco menor do que seu antecessor. Algo impressionante. 

Conclusão

Deve ser lembrado que um drone não só pode ser pilotado por um operador humano, mas também pode voar de forma autônoma seguindo os planos de voo definidos por meio de software e seguindo sistemas de posicionamento de coordenadas, como GPS ou GLONASS.

E embora sempre tenham sido intimamente associados ao trabalho militar, os drones também são usados para resgate, vigilância, controle de tráfego, monitoramento climático, combate a incêndios e agricultura, entre outras áreas.

Compartilhe nas redes sociais

Posts recentes

Logo do site Eagle Drone pro na cor branca